COLABORAÇÃO ? Empresário preso na Operação Calvário em João Pessoa é solto no Rio de Janeiro

Please enter banners and links.

O empresário Roberto Kremser Calmon teve a prisão preventiva substituída por medidas cautelares e deixou a prisão ontem no Rio Janeiro.

Calmon foi preso na primeira fase da Operação Calvário, dia 14 de dezembro de 2018. Ele estava hospedado em um hotel na orla da praia do Cabo em João Pessoa.

Roberto Kremser é o único preso na Operação Calvário que tem advogados paraibanos em sua defesa, Adalberto Coelho e Júnior Moura.

O processo da Operação Calvário tem 22 réus no Rio de Janeiro. Onze foram presos em dezembro, inclusive Daniel Gomes da Silva, considerado o chefe da Organização Criminosa.

Roberto Calmon foi preso em João Pessoa e ficou cinco meses no 5º Batalhão da Polícia Militar da Paraíba, no bairro do Valentina de Figueiredo. Há dois meses foi transferido para o Rio de Janeiro, e ontem foi solto por determinação da juíza Alessandra de Araújo Bilac Moreira Pinto, da 42ª Vara Criminal do Rio de Janeiro.

Na Paraíba a Operação já prendeu três envolvidos, a ex-secretária de Administração do estado da Paraíba, Livânia Farias, e os ex-servidores Leandro Nunes de Azevedo e Maria Laura Caldas Carneiro de Almeida.

Os advogados Alberdan Coelho e Júnior Moura estão no Rio de Janeiro trabalhando na defesa do empresário Roberto Calmon. Duas audiências de instrução e julgamento já ocorreram com os depoimentos das testemunhas de acusação e defesa. Na próxima semana os réus começaram a ser ouvidos pela juíza do caso.