Familiares e amigos de Willker temem que assassinato caia no esquecimento e vire impunidade

Please enter banners and links.

Familiares e amigos de Willker Handson Rodrigues, 41 anos, assassinado a tiros na madrugada do último dia 1º de abril, estão procurando a imprensa para externar a preocupação de que o caso não caia no esquecimento e vire mais um exemplo de impunidade. Esta terça feira faz 10 dias do crime. O fato de que a vítima era pai de família, ser pessoa de bem, admirada e que tinha de todos o maior carinho e respeito, torna o caso um mistério.

Willker Rodrigues era motorista do deputado estadual Caio Roberto, tinha muitos amigos e uma vida social tranquila com amigos, vizinhos e seus familiares. Na madrugada do domingo para a segunda feira, ele acordou por volta da meia noite e 40 minutos e algum depois , antes de 1h da madrugada, saiu no carro em direção ao aeroporto Castro Pinto para pegar o deputado Caio Roberto.

Ao chegar à avenida principal de Mangabeira, rua Alfredo Ferreira da Rocha, um carro emparelhou com o da vítima e o assassino atirou diversas vezes. Baleado Willker perdeu o controle do carro e bateu numa caçamba que serve para juntar entulho, que estava no acostamento da via.

Em meio a tantos casos de crimes violentos que depois caem no esquecimento, os familiares e amigos, estão procurando imprensa para não deixar o caso na impunidade.