VEJA O RANKING NACIONAL – Estudo revela que João Pessoa é a Capital com maior transparência no país sobre contratos emergenciais na pandemia da covid-19, Belém é a pior

Please enter banners and links.

A Prefeitura de João Pessoa lidera o ranking de capitais brasileiras com melhor índice de transparência no país quanto a divulgação de contratos emergenciais durante o período de pandemia da covid-19.

Apenas duas capitais tiveram conceito ótimo, João Pessoa e Goiânia, três capitais tiveram conceito bom,  11 obtiveram conceito regular, 9 foram consideradas ruins, e Belém, capital do Pará foi a pior nota 18,9 pontos, e conceito péssimo.

O estudo foi feito com todas as capitais, os estados e o Distrito Federal, e divulgado nesta quarta-feira, dia 20.

A cidade de João Pessoa alcançou conceito ótimo, e a maior nota, entre todas as capitais do país, com 88,6 pontos. Em segundo lugar aparece Goiânia com 83,5, em terceiro lugar Rio Branco com 65,8.

Nota-se a diferença entre as duas primeiras capitais, João Pessoa e Goiânia, da terceira colocada. Enquanto a capital paraibana chega a quase os 90 pontos (88,6), e Goiânia a 83,5, a capital do Acre está a mais de 20 pontos de distância da primeira colocada.

No conceito atribuído às capitais pelo estudo apenas João Pessoa e Goiânia conseguiram conceito ótimo.

Rio Branco (65,8 pontos), Fortaleza com 62,0 , Vitória com 60,7,  que ficaram com pontuação entre 60 e 65 receberam conceito bom.

Com conceito regular ficaram as capitais Recife com 59,4 pontos, Salvador com 54,5, Aracaju com 50,6, São Paulo com 49,3, Palmas, 49,3, Cuiabá, 48,1, Campo Grande, 46,8, Belo Horizonte com 46,8, Porto Velho com 41,7, São Luís com 40,5 e Rio de Janeiro com 40,5.

Com conceito ruim ficaram : Maceió com 39,2 pontos, Porto Alegre com 39,2, Teresina com 34,1  , Boa Vista com 32,9 , Manaus com 31,6 , Macapá com 30,3 , Curitiba com 27,8 , e Natal com 27,8, e Florianápolis com 21,5.

Abaixo de pontos a capital do Pará, Belém recebeu conceito péssimo, com 18,9 pontos.

O estudo foi divulgado nesta quarta-feira, dia 20,  e foi realizado tanto com as capitais como também com os estados do país, e centralizou análise sobre as informações disponíveis sobre os contratos emergenciais realizados pelas Prefeituras da Capitais e pelos Governos Estaduais a partir de declarada calamidade pública em razão da pandemia do novo coronavírus.

QUEM É O TRANSPARÊNCIA INTERNACIONAL – Somos um movimento global com uma mesma visão: um mundo em que governos, empresas e o cotidiano das pessoas estejam livres da corrupção. Mas nossa luta contra a corrupção não é e nunca será um fim em si mesmo. É uma luta por justiça social, realização de direitos e paz.

Entendemos que a corrupção possui raízes profundas e se vale de diferentes condicionantes, desde aspectos legais e institucionais, até comportamentais. Por isso, agimos sobretudo para promover mudanças sistêmicas.

Através de nossa presença em mais de 100 países, a Transparência Internacional lidera a luta contra a corrupção no mundo. Chamamos as equipes locais de cada país de Capítulos Nacionais. E todos recebem o apoio de uma base central localizada em Berlim que chamamos de Secretariado.

Nossa presença internacional nos permite compreender a corrupção por uma perspectiva comparada, o que nos dá referências para avaliar a real gravidade de diferentes situações e, principalmente, identificar soluções que podem ser transferidas entre países com contextos distintos, mas que enfrentam problemas, muitas vezes, similares. Não chegamos com respostas prontas, mas combinamos as lições da experiência internacional com o conhecimento e as potencialidades locais.

Além disso, o alcance global permite à TI ocupar espaços estratégicos nos diferentes fóruns e organismos multilaterais, atuando para promover convenções anticorrupção e a efetiva implementação de acordos internacionais que enfrentam o problema de forma coletiva, regional e global.

Com mais de duas décadas de experiência, desenvolvemos uma reconhecida capacidade de pesquisa e um amplo estoque de ferramentas e soluções anticorrupção. Este conhecimento técnico é complementado pelo acesso a uma rede de especialistas e líderes internacionais e, talvez nosso ativo mais valioso, nossa reputação de imparcialidade e habilidade de convocar e interagir construtivamente com os mais diversos stakeholders.

NO BRASIL – A Transparência Internacional está no Brasil com uma equipe de profissionais brasileiros que atua em colaboração com o Secretariado em Berlim e os demais países onde a organização está presente. Desde 2016, a organização possui no Brasil uma estrutura própria formada por uma equipe executiva e um Conselho Deliberativo.