Deputado diz que Governo de Pernambuco determinou uso da cloroquina para a população só em casos graves, e quer saber se governador com covid-19 está seguindo o mesmo protocolo

Please enter banners and links.

O deputado estadual Alberto Feitosa (PSC)  ingressou com uma ação de obrigação de fazer para que o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, torne público quais são os medicamentos que está tomando para curar da covid-19.

A ação está fundamentada no fato de que o governador Paulo Câmara determinou o protocolo no estado de Pernambuco do uso da cloroquina para a população apenas em casos graves.

Seria uma enorme contradição a autoridade maior do estado permitir que os médicos só prescrevam a cloroquina para as pessoas humildes apenas quando a doença já estive em seu estado avançado, enquanto que autoridades estejam sendo medicadas com cloroquina já início da doença, para evitar exatamente que o paciente seja encaminhado a UTI.

O juiz Augusto Napoleão, de uma das Varas da Fazenda no estado de Pernambuco negou o pedido, em sede de liminar, e vai aguardar as manifestações das partes para julgar o mérito.

O magistrado afirmou , entre os fundamentos para a decisão, que diante da guerra política, “é até compreensível que exista curiosidade para saber se as autoridades, estão, ou não, seguindo protocolo diferente do que se divulga dispensado á população, porém entendo que é mera curiosidade que não pode ser tutelada pela Justiça”, disse.

A ação se refere não apenas para que o governador Paulo Câmara, mas que também o secretário de Saúde, André Longo, e o chefe de gabinete da Secretaria, Miltom Coelho, tornem público o receituário que mostra quais os medicamentos que estão tomando para a cura da covid-19.