O dia que Ricardo Coutinho, em Palácio da Redenção, anunciava a chegada da Cruz Vermelha, e vendia a falsa ideia de redução de R$ 48 milhões dos custos com o Hospital de Trauma

Please enter banners and links.

Quando anunciou a chegada da Cruz Vermelha Brasileira para administrar o Hospital de Trauma, o ex-governador Ricardo Coutinho, sabendo que não era verdade, vendeu a falsa ideia de que o modelo de gestão pactuada iria diminuir em R$ 48 milhões por ano as despesas na unidade.

Era uma quarta-feira, dia 6 de julho de 2011. Convites distribuídos e muitos aliados se espremiam para bater palmas e prestigiar o evento realizado em Palácio da Redenção, na praça João Pessoa, conhecida praça dos Três Poderes.

No dia seguinte à solenidade em Palácio da Redenção, o jornal oficial do Estado da paraíba, A União, bancado com recursos públicos registrou e estampou a mensagem que prevaleceria até um dia que alguém descobrisse toda a verdade.

A Operação Calvário descobriu e nos revelou uma grande verdade : era tudo mentira.