Após investigação Calvário apontar Coriolano Coutinho como beneficiário do Paraíba de Prêmios, Governo exonera coordenador de finanças da Lotep

Please enter banners and links.

A cada fase da Operação Calvário o governador João Azevedo tem sido pressionado a exonerar aliados do ex-governador Ricardo Coutinho. Dois dias após a deflagração da Juízo Final, 7ª fase da Calvário, em que foram expedidos mandados de prisão para os irmãos, Ricardo e Coriolano Coutinho, o Governo exonerou Everton de Farias Ribeiro,  coordenador de finanças da Lope – Loteria do Estado da Paraíba  .

A deflagração da Operação Juízo Final/Calvário no último dia 17, revelou também na delação de Daniel Gomes da Silva, que Coriolano Coutinho, irmão do ex-governador Ricardo Coutinho, era o verdadeiro dono do Paraíba de Prêmios, autorizado pelo Governo do Estado da Paraíba, através da Lotep.

O ato de exoneração do cargo do coordenador de finanças da Lotep, foi do superintendente da Lotep, Sebastião Alberto Cândido da Cruz, conhecido na região do Brejo da Paraíba, como Beto Brasil, ex-prefeito da cidade de Solânea.