MP do Rio Janeiro destaca apoio à 5ª fase da Operação Calvário cumprindo 4 mandados de busca e apreensão na Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e Niterói

Please enter banners and links.

O Ministério Público do Rio de Janeiro destacou em seu portal o apoio do órgão do RJ  à 5ª fase da Operação Calvário deflagrada a partir do Gaeco/MPPB em parceria com o MPF, CGU, PF e PRF.

O Gacocrim/MPPRJ foi  responsável pela primeira fase da Operação Calvário dia 18 de dezembro de 2018, quando naquela oportunidade o Gaeco/MPPB cumpriu mandado de prisão , em apoio à ação. Naquele dia foi preso o empresário Roberto Kremser em um hotel na orla da praia do Cabo Branco em João Pessoa.

Na 5ª fase da Operação Calvário o Gaocrim/MPPRJ cumpriu 4 mandados de busca e a preensão em endereços na Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e na cidade de Niterói.

VEJA MATÉRIA NO PORTAL DO MP/RJ

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Originária em Matéria Criminal (GAOCRIM/MPRJ) e da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ), cumpriu quatro mandados de busca e apreensão no âmbito da Operação Calvário, desencadeada pelo Ministério Público do Estado da Paraíba (MPPB).

No Rio de Janeiro, os mandados foram cumpridos em endereços na Barra da Tijuca, no Recreio dos Bandeirantes e na cidade de Niterói. De acordo com o MPPB, a operação também ocorre em três cidades paraibanas (João Pessoa, Santa Rita e Mataraca) e em mais três Estados (São Paulo, Alagoas, Paraná).

É a quinta fase da operação, que busca desarticular uma organização criminosa responsável por atos de corrupção, lavagem de dinheiro e desvio de recursos públicos em contratos firmados com unidades de saúde e educação, cujos valores ultrapassam R$ 1 bilhão.

Para mais detalhes da quinta fase da Operação Calvário, acesse matéria da Assessoria de Comunicação do MPPB.

Por MPRJ