CHARGE DO RÉGIS – De Edvaldo Rosas para Ricardo Coutinho : “Você abusou, tirou partido de mim, abusou”

Please enter banners and links.

O chargista pode perder o amigo, mas não perde a oportunidade. Régis Soares  se inspirou na música “Você abusou” , dos compositores e cantores Antônio Carlos e Jacáfi – José Carlos Figueiredo para retratar o momento que passa o ex-presidente do PSB da Paraíba, Edvaldo Rosas, em relação ao seu ex-aliado Ricardo Coutinho, do qual foi fiel escudeiro durante décadas.

Ricardo Coutinho deu o golpe, colheu assinaturas, até mesmo de suplentes, e convenceu o diretório nacional do PSB a fazer uma intervenção no partido na Paraíba, destituir Edvaldo Rosas, e ontem foi nomeado para o lugar do ex-aliado na presidência do PSB.

VOCÊ ABUSOU

Você abusou, tirou partido de mim, abusou
Tirou partido de mim, abusou
Tirou partido de mim
Você abusou, tirou partido de mim, abusou
Tirou, tirou partido de mim, abusou
Tirou partido de mim, abusou
Mas não faz mal, é tão normal ter desamor
É tão cafona e sofredor
Que eu já nem sei se é meninice ou cafonice o meu amor
Se o quadradismo dos meus versos
Vai de encontro aos intelectos
Que não usam o coração com expressão
Você abusou, (abusou) tirou partido de mim, abusou
(Tirou, tirou) tirou partido de mim, abusou
Tirou partido de mim, abusou
Que me perdoem se eu insisto neste tema
Mas não sei fazer poema ou canção
Que fale de outra coisa que não seja o amor
Se o quadradismo dos meus versos
Vai de encontro aos intelectos
Que não usam o coração com expressão
Você abusou, (você abusou) tirou partido de mim, abusou
(Tirou, tirou) tirou partido de mim, abusou
Tirou partido de mim, abusou
Você abusou, tirou partido de mim, abusou
(Tirou, tirou) tirou partido de mim, abusou
Tirou partido de mim, abusou