Alvo da Operação Calvário ocupa cargo comissionado na Procuradoria Geral do Estado

Please enter banners and links.

Maria Laura Caldas Almeida Carneiro, um dos alvos da Operação Calvário na manhã desta quinta-feira, dia 14, ocupa atualmente cargo comissionado de assistente de gabinete na Procuradoria Geral do Estado. O Gaeco, do Ministério Público da Paraíba, cumpriu mandados de busca e apreensão em diversos endereços , entre os quais na rua deputado Luís Inácio Ribeiro Coutinho, no bairro do Costa e Silva, em João Pessoa.

A Operação Calvário investiga uma organização criminosa que se utilizou de contratos com Organizações Sociais para desviar recursos públicos da saúde. A primeira fase foi deflagrada dia 14 de dezembro com 11 prisões e 44 mandados de busca e apreensão, pedidos pelo Ministério Público do Rio de Janeiro.

Na primeira fase foram presos Daniel Gomes da Silva, diretor nacional da Cruz Vermelha Brasileira, e o empresário carioca Roberto Calmon, este último preso em um hotel na orla da praia do Cabo Branco em João Pessoa. Na segunda fase da Operação Calvário foi preso Leandro Nunes de Azevedo, ex-assessor da secretária de Administração do Estado da Paraíba, Livânia Farias, e foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências dos secretários Waldson de Souza e Livânia Farias.

Na terceira fase da Operação deflagrada nesta manhã de quinta-feira, foram cumpridos mandados de busca e apreensão em endereços de pessoas ligadas a Livânia Farias.