“O custo com o Trauma de R$ 1 bilhão agora está explicado, era a Cruz Vermelha dando propina a políticos e campanha eleitoral na Paraíba”, denuncia deputado Cabo PM Gilberto

Please enter banners and links.

O deputado estadual, Cabo PM Gilberto (PSL), declarou na manhã desta quarta-feira, dia 13, que o povo da Paraíba agora está entendendo porque a administração do Hospital de Trauma custou R$ 1 bilhão nesses anos em que a Cruz Vermelha comandou a gestão. “O custo com o Trauma de R$ 1 bilhão agora está explicado, era a Cruz Vermelha dando propina a políticos e campanha eleitoral na  Paraíba”, destacou o parlamentar.

Segundo o deputado Cabo PM Gilberto, as investigações da Operação Calvário não revelaram nem 10% da sujeira que foi essa relação do Governo com a Organização Social inicialmente para a administração do Hospital de Trauma, e que depois passou a se expandir em outras unidades de saúde, a exemplo de hospitais, maternidades e UPAs.

“O que foi revelado agora pelo Ministério Público , de que o dinheiro da Cruz Vermelha era entregue a título de propina , em caixas de vinho a agentes públicos na Paraíba, vai esclarecendo o porque de muita gente brigar em defesa da Cruz Vermelha no estado. Pelo que sabe foram mais de 12 horas de depoimento, então o que foi revelado até agora é apenas 1% do que vem por aí”, comentou.

O deputado declarou ainda que a sociedade paraibana deve aplaudir e apoiar as entidades e instituições de fiscalização na Paraíba, que aos poucos vão revelando aos paraibanos as irregularidades graves encontradas nos contratos da Cruz Vermelha e outras Organizações Sociais.

“Como representante do povo da Paraíba só tenho a parabenizar todo o trabalho dos auditores, procuradores do Ministério Público de Contas, conselheiros do TCE, membros do Ministério Público Estadual e Federal, a CGU e a Polícia Federal, pela Força Tarefa que visa recuperar os recursos desviados e punir os responsáveis pelos desfalques no dinheiro do povo da Paraíba”, concluiu