MP apura se Câmara de Sapé pagou despesas de viagem de vereadores e advogados à Brasília de interesse particular e não público

Please enter banners and links.

Após o caso do governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), que admitiu ter utilizado dinheiro público para custear suas despesas de viagem, alimentação e hospedagem, quando esteve em Curitiba para visitar o aliado político Lula, na carceragem da Polícia Federal, diversos setores da administração pública estão atentos quanto se confundir atividade de interesse público com a causa particular, evitando se misturar o público com o privado.

Exemplo desse cuidado é que a Promotoria de Justiça do Patrimônio Público no município de Sapé abriu procedimento para apurar se procedem as denúncias de que o presidente da Câmara de Vereadores de Sapé, Jonh Rocha, estaria pagando com verba pública passagens aéreas de João Pessoa à Brasília, para vereadores e advogados tratarem de assuntos de interesse pessoal, e não da Casa Legislativa, no Superior Tribunal de Justiça.

O objetivo da investigação é saber se o dinheiro da população de Sapé está sendo utilizado para custear despesas de viagens cujo interesse seria particular e não dos munícipes. Para isso deverá juntar toda a comprovação de despesas das viagens à Brasília , quais os custos, e checar a finalidade dessas viagens, se o objetivo é interesse público de relevância para a comunidade ou não.

O extrato foi publicado nesta sexta feira, dia 13, em portaria assinada pela promotora de Justiça, Paula da Silva Camillo Amorim.

O Blog tentou contato com o presidente da Câmara de Vereadores, Jonh Rocha, mas não obteve êxito, ficando o espaço garantido a qualquer tempo para versão do mesmo.