MISTÉRIO NA PM : Policial que denunciou ameaças e atentados é excluído por deserção

Please enter banners and links.

O caso de exclusão de um policial militar da Paraíba vem chamando a atenção de colegas de farda no estado. O soldado Herberth Carneiro Silva, matrícula 525.047-1 , foi excluído da corporação por se encontrar em situação de desertor, ou seja, por abandono do serviço ou posto por um militar sem permissão de um superior.  O policial militar Herberth Carneiro Silva era da lotado na Ceatur – Companhia Especializada em Apoio ao Turista – cuja sede fica localizada na praia do Cabo Branco, em João Pessoa.

A portaria 056/2018 que excluiu o policial militar da corporação , foi assinada pelo comandante geral da Polícia Militar coronel Euller de Assis Chaves, dia 6 de abril, mas só foi publicada no Diário Oficial do Estado do dia 11 de abril. “Excluir do serviço ativo desta Polícia Militar, com base no artigo 456, §4º do Código de Processo Penal Militar ( Decreto Lei 1.002/69), por se encontrar na situação de desertor, conforme o Termo de Deserção publicado no BI CEATur nº 0017 de 06/04/2018, o SD QPC Matr. 525.047-1, HERBERTH CARNEIRO DA SILVA” , relata a portaria.

Informações chegaram ao Blog de que o policial soldado Carneiro tinha sofrido ameaças e atentados, e que o mesmo com receio de ser assassinado, ou alguém de sua família, já teria se documentado quanto a registro de Boletim de Ocorrência, e registro dos fatos também junto ao Comando Geral da Polícia Militar para que pudesse receber o apoio necessário à sua segurança e apoio moral, psíquico, e de sua integridade física.

Policiais militares que fizeram contato com o Blog, cujos nomes serão mantido em sigilo, devido terem receio de serem punidos por eventual exposição de sua identidades nesse caso, acham que o policial resolveu sair da Paraíba com receio de que os atentados e ameaças se transformassem ato consumado.

O Blog encaminhou mensagem ao comandante geral da PM, coronel Euller Chaves , solicitando informações sobre o caso, mas o Cel ainda não respondeu.