Mistério sobre golpe na eleição de Corujinha continua na Câmara de João Pessoa

Please enter banners and links.

E o mistério continua. Após quinze dias de protocolado o pedido de anulação do pleito que elegeu  João Corujinha presidente da Câmara Municipal biênio 2019/2020, a Casa ainda não anunciou que decisão será tomada em relação ao caso.  A polêmica, batizada nos bastidores da política pessoense como “o golpe em Corujinha”, vem gerando desconforto em diversos vereadores e aliados do eventual futuro presidente da Casa. O Blog consultou diversos vereadores que preferiram não se pronunciar sobre o caso, de tão rumoroso que é.

O presidente Marcos Vinícius deverá anunciar nos próximos dias a decisão. Ou determina o arquivamento do pedido, ou dá prosseguimento com possibilidade de apresentação de defesa de Corujinha e com votação final em plenário. Se a eleição for anulada , os vereadores farão um novo pleito, podendo eleger outro vereador como presidente ou mantendo o próprio Marcos Vinícius (PSDB) comandando os destino da Câmara até 2020. O pedido de anulação foi protocolado 15 dias atrás pelo vereador João Almeida (SD)mas até agora a Câmara não anunciou se vai arquivar ou vai prosseguir com o processo.

Quando o vereador Marcos Vinícius (PSDB) lançou-se candidato contra o ex presidente Durval Ferreira, a estratégia era unir um grupo em torno de uma estratégia.  A receita era a mesma da Assembleia Legislativa, quando lançaram duas chapas, uma com Adriano Galdino (PSB) e outra com Gervásio Maia(PSB), cada um presidiria o Poder por dois anos. Exatamente igual, Marcos Vinícius comandaria a Câmara primeiro no biênio 2017/2018, e em seguida Corujinha seria presidente no período 2019/2020.