EXCLUSIVO – Controlador da Cruz Vermelha, preso na Operação Calvário, foi transferido do Rio de Janeiro para presídio de Brasília

Please enter banners and links.

Daniel Gomes da Silva, considerado pela investigação da Operação Calvário o chefe da Organização Criminosa que desviou milhões da saúde de diversos estados , inclusive a Paraíba, foi preso dia 14 de dezembro assim que chegava de Portugal ao Rio de Janeiro.

O que chama a atenção nessa fase do processo criminal da Operação Calvário é que o controlador foi preso no Rio de Janeiro, o fato é investigado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, mas o preso Daniel Gomes da Silva foi transferido para um presídio em Brasília.

Advogados que trabalham para envolvidos na Operação Calvário não falam sobre o caso, pois tem parte dos atos processuais e provas ainda mantidos em sigilo.

Segundo a investigação Daniel Gomes controlava a Cruz Vermelha, garantia que a Organização Social fosse escolhida nos estados, e já tinha uma lista de empresas fornecedoras e prestadoras de serviço para serem contratadas. Assim não precisava realizar licitação e fazia contratos superfaturados com o objetivo de que parte do dinheiro fosse entregue , em espécie, ao chefe, que por sua vez pagava propina a agentes públicos e abastecia campanhas eleitorais.