Justiça recebe denúncia e irmão do ex-governador, Coriolano Coutinho, Gilberto Carneiro, Livânia Farias e mais 6 viram réus no caso Propinoduto

Please enter banners and links.

O juiz da 4ª Vara Criminal da Capital recebeu a denúncia do Ministério Público da Paraíba e o irmão do ex-governador, Coriolano Coutinho, Gilberto Carneiro, Livânia Farias, Laura Farias e Bernardo Vidal, e mais outras quatro pessoas se tornaram réus no caso Propinoduto.

Segundo a denúncia oferecida pelo Ministério Público, através do Gaeco, houve um prejuízo aos cofres da Prefeitura de João Pessoa na ordemd e R$ 49 milhões.

A denúncia foi oferecida após a comprovação de informações reveladas pela ex-secretária Livânia Farias, em delação premiada no âmbito da Operação Calvário.

Um contrato com um escritório de advocacia de Recife rendeu pagamentos indevidos aos denunciados. Em junho de 2011 foi apreendido um carro conduzido por motorista do referido escritório com R$ 81 mil sacado numa agência Banco do Brasil, em Recife, e segundo a denúncia, destinados a Coriolano Coutinho, Gilberto Carneiro, Laura Farias e Livânia Farias, esta última confirmou em depoimento que o dinheiro era pra eles.

O que era pra ser um inquérito concluído e encaminhado á Justiça e ao Ministério Público, foi arquivado indevidamente, e desparaceu.

Raymundo José Araújo Silvany,  Aracilba Alves da Rocha, Raimundo Nonato Costa Bandeira e José Vandalberto de Carvalho não foram denunciados por corrupção, nem por peculato, mas por supressão/ocultação de documentos.