Clube dos Oficiais emite nota, repudia perseguição, e enaltece Justiça que suspendeu transferência de capitão da PM

Please enter banners and links.

O Clube dos Oficiais da Polícia e Bombeiros Militares da Paraíba divulgou nesta quinta-feira, dia 21, uma nota, repudiando perseguições na instituição, e enaltecendo a Justiça paraibana por suspender a transferência de um capitão da PM, integrante da Diretoria do COPM.

A nota é divulgada um dia após o desembargador Oswaldo Trigueiro de Valle, deferir pedido liminar para suspender ato do comandante geral da PM, coronel Euller Chaves, que transferiu por suposta perseguição, o capitão PM Jaerson Alves da Silva, da Corregedoria para o Estado Maior Estratégico – EME| -.

O capitão impetrou mandado de segurança e alegou uma série de irregularidades no ato, mostrando que se tratava de uma transferência, não por necessidade da unidade pra onde foi transferido, mas tão somente como forma de punir o oficial que também é secretário da COPM.

Veja a nota abaixo :

 

 

NOTA

 

CLUBE DOS OFICIAIS REPUDIA PERSEGUIÇÕES AOS DIRETORES PELO COMANDO DA CORPORAÇAO

E ENALTECE JUSTIÇA POR SUSPENDER TRANSFERÊNCIA INDEVIDA DE CAPITÃO DA PM/PB

O Clube dos Oficiais da Polícia e Bombeiro Militar da Paraíba, através de seu presidente Cel Francisco de Assis e Silva, vem perante os oficiais, e à sociedade em geral, se posicionar diante da decisão judicial de um desembargador do Tribunal de Justiça da Paraíba suspendendo um ato precário e temerário do senhor comandante Geral da PM, que transferiu o capitão PM Jaerson Alves da Silva, secretário desta entidade.

1 – Lamentamos nos dias atuais ainda nos depararmos com atos tão mesquinhos, contra um oficial honrado, de conduta ilibada, cumpridor dos princípios basilares de nossa Instituição, a disciplina e a hierarquia, e plenamente comprometido com nossa corporação e com o povo paraibano.

2 – Destacamos o papel essencial da Justiça, em sua missão de prover a cada um, aquilo que lhe é de direito, cessando injustiças com clarividência de fundamentos;

3 – A Polícia Militar que é chamada pelo Judiciário para fazer cumprir ordens judiciais, não deveria, de forma alguma, está ocupando a Justiça, sendo alvo de demandas, exatamente pela inobservância dos preceitos legais;

4 – O Clube dos Oficiais da PM e BM / PB ,  não se afastará um milímetro em sua missão de defender a Instituição, e nossos associados, já anunciando que tomará todas as providências cabíveis, para denunciar e fazer cessar qualquer ato de perseguição a este ou qualquer outro oficial;

5 – Reflitam, pois o caso é grave. Chegamos em um estágio preocupante e perigoso. Quantos oficiais vocacionados, e de perfil operacional, são preteridos e até perseguidos por uma simples opinião de pertencer aos quadros de sua entidade representativa da categoria, Isso tem que acabar, e já.

6 – Por fim o Clube dos Oficiais da PM e BM / PB comunica que continuará lutando contra injustiças, ilegalidades e perseguições em nossa corporação, e alerta que o tempo do “posso e mando” ao arrepio das leia, já passou. Quando se atinge um oficial, se atinge também o Clube e toda nossa categoria.  Os comandantes passam, a Instituição fica.

 

CLUBE DOS OFICIAIS DA POLÍCIA E BOMBEIRO MILITAR DA PARAÍBA

Cel Francisco de Assis e Silva

Presidente