FANTASMA DO EX : Ricardo constrange o governador João Azevedo, em insistir na articulação da eleição da mesa da AL

Please enter banners and links.

O governador João Azevedo (PSB) vai precisar colocar em prática toda sua maturidade para superar o fantasma do ex-governador . Nesta quarta-feira Ricardo Coutinho voltou a fazer declarações que confundem a opinião sobre quem está exercendo o mandato e comandando sua bancada na Assembleia Legislativa da Paraíba. Ao ser perguntado sobre a base aliada e a eleição na Assembleia, Ricardo não se conteve :

“Devo conversar sobre isso sim. Tenho sido procurado e tem que aprofundar essas conversas no sentido de manter a base unida e uma gestão que produza os resultados que o povo da Paraíba nos impõe. A Assembleia tem um papel fundamental nisso. Eu quero ser colaborador desse processo”, destacou.

O normal seria , princialmente em público, em declaração à imprensa, colocar o governador João Azevedo no centro e no controle da bancada. Ricardo deveria  reconhecer a liturgia do cargo, exercido com toda legitimidade pelo novo chefe do Executivo.

Não custa nada, a partir desta quinta-feira, algum interlocutor do Governo, declarar que quem vai comandar o processo de diálogo para construção da unidade da bancada na Assembleia, e para o consenso na eleição da mesa diretora, é o governador João Azevedo.

Não custa lembrar que foi o ex-governador que causou um incêndio na base aliada ao tentar quebrar o voto secreto na eleição da mesa, e impor os nomes de Buba Germano e Hervázio Bezerra para os dois biênios na mesa diretora da Assembleia.  Para lhe dar com deputados é sempre melhor deixar o processo com quem está assumindo, do que com quem acabou de deixar o poder.