VÍDEO : Filho de sargento da PM e professora, perseguido pelo Governo, surpreende, quebra protocolo e abraça cadete ao ser diplomado deputado estadual

Please enter banners and links.

O filho do sargento aposentado da Polícia Militar, seu Geraldo, e da professora Maria Santana, agora está diplomado deputado estadual na Paraíba. O cabo Gilberto, eleito com 23 mil 273 votos, pelo PSL ( partido do presidente eleito Jair Bolsonaro) em uma frase resumiu o momento : ” só Deus para explicar o fato de eu chegar ali”. Durante a solenidade de diplomação o policial foi disciplinado, cumprimentou o governador Ricardo Coutinho, em cujo Governo o cabo, por defender a categoria, foi alvo de procedimentos que lhe causaram muitos dissabores , e se não fosse a eleição, poderia até ser excluído da corporação.

Na solenidade de diplomação no Teatro Pedra do Reino, no Centro de Convenções, o cabo Gilberto quebrou o protocolo e após cumprimentar as autoridades que compunham a mesa, ao ver um amigo cadete da Polícia Militar, não pensou duas vezes e em vez do cumprimento de mão, deu um caloroso abraço no colega que está chegando a instituição, a qual o cabo Gilberto prestou seus serviços por quase 17 anos. O abraço no cadete foi aplaudido pela platéia que acompanhava a solenidade.

VOCAÇÃO E DEDICAÇÃO À PM/PB – O cabo Gilberto tem perfil e histórico de policial militar vocacionado e dedicado. Nos quase 17 anos de Polícia Militar da Paraíba, integrou a Força Tática, o Bope ( Batalhão de Operações Especiais)  e a Força Nacional. Além de militar de alma, o cabo Gilberto se revelou um líder defensor dos direitos da corporação. Passou a defender investimentos na Polícia e Bombeiro Militar, e valorização dos profissionais de segurança pública.

Devido suas participações em atividades das entidades da Polícia Militar , de entrevistas e pronunciamentos em sessão na Assembleia Legislativa da Paraíba, passou a ser perseguido impiedosamente. Mesmo assim continuou na luta , enfrentando o rolo compressor, ao ponto de ser impedido de usar sua arma. O destino tratou de, na mesma solenidade em que o cabo Gilberto estava sendo diplomado deputado estadual, marcava a despedida do governador Ricardo Coutinho do poder.

FILHO DE POLICIAL E PROFESSORA – O cabo Gilberto é filho do sargento aposentado Geraldo, da Polícia Militar da Paraíba, e da professora Maria Santana. Os pais se conheceram nas andanças do pai, seu Geraldo, nascido em Guarabira, cidade rainha do Brejo da Paraíba.

Policial militar designado para trabalhar em diversas regiões do estado, o hoje sargento aposentado Geraldo, trabalhou em Patos, Sousa, Condado, e Aparecida, onde conheceu a professora Maria Santana, com quem casou. Do casamento nasceram os três filhos Geraldo ( cabo da Polícia Militar), Gerlane ( autônoma) e o cabo Gilberto.

PERFIL – Gilberto Gomes da Silva, o cabo PM Gilberto, nasceu em Santa Rita e tem 37 anos de idade, ( completará 38 em 01/04/2019). Após ingressar na Polícia Militar da Paraíba foi buscar conhecimento e se aprimorar, e iniciou o curso de Direito no Unipê. Tem Pós Graduação em Direito Penal e Segurança Pública. Já havia disputado outras duas eleições, em 2014 para deputado estadual, e em 2016 para vereador de João Pessoa.

CONCORREU COM INFLUENTES : Quando os votos foram apurados o cabo PM Gilberto surpreendeu , e ficou em 1º lugar,  diversos nomes influentes na coligação  formada pelo PSL ( Partido Social Liberal), DC ( Democracia Cristã), PRTB ( Partido Renovador Trabalhista Brasileiro) e Solidariedade.

A Coligação elegeu três dos candidatos, cabo PM Gilberto (PSL) com 23.273 votos, Moacir Rodrigues  (PSL) 18.463 votos, e Eduardo Carneiro (PRTB) 17.869 votos.

A Coligação foi formada com nomes influentes da política da Paraíba, a exemplo de Moacir Rodrigues (irmão do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues), Wiviane ( esposa do prefeito de Sapé, Roberto Feliciano), além dos vereadores Eduardo Carneiro ( que se elegeu) e João Almeida que obteve 13.319 votos.