Gás natural veicular , GNV, tem dois aumentos em 3 meses na Paraíba, e está 15% mais caro

Please enter banners and links.

Os proprietários de veículos movidos a gás natural (GNV) por essa não esperavam. Na Paraíba o produto tem o segundo aumento ( aumentou dia 1º de maio e agora dia 1º de agosto) em três meses.  Dia 1º de maio o preço foi reajustado em 4,99% e esta semana, na quarta-feira, passou a vigorar novo aumento, agora com índice de 9,97 % , o que alcança os 15% de majoração do preço do produto nas bombas.

Para quem trabalha com automóvel, a exemplo de taxistas, e outras atividades que trabalham com o gás natural veicular, certamente tem prejuízo por não poder repassar o aumento de imediato aos custos para definir um novo preço da prestação de serviço. Isso sem falar nos aumentos do gás natural residencial, industrial e comercial.

Segundo a PBGás , “a tarifa do gás natural sofreu um reajuste médio de 9,27%, a parir do dia 1º de agosto na Paraíba. O reajuste apresentado pela Companhia Paraibana de Gás (PBGÁS) será 3,29% menor que o aumento do custo do gás natural de aproximadamente 14% anunciado pela supridora, Petrobras.  Já o gás natural fornecido para os segmentos c

Segundo, ainda, a PBGás , “após o reajuste o valor do metro cúbico do GNV, por exemplo, aumentou em 0,30 centavos em João Pessoa, com a incidência do ICMS e impostos.  O metro cúbico vendido pela PBGÁS aos postos sai de R$ 2,31 para R$ 2,50. Já o preço na bomba, que é de responsabilidade dos proprietários de postos, está R$ 3,49 na grande João Pessoa e R$ 3,69 em Campina Grande. Mesmo com o reajuste, o GNV mantem sua competitividade frente à gasolina sendo 37% mais econômico em João Pessoa e 39% em Campina Grande.