Interventor na FPF é da comissão da OAB/MG, auditor do STJD e especialista em Administração Pública

Please enter banners and links.

A Comissão de Ética da Confederação Brasileira de Futebol deverá confirmar nesta segunda feira, dia 14, o nome do auditor do Superior Tribunal de Justiça Desportiva – STJD – , Flávio Boson Gambogi, como interventor para administrar a Federação Paraibana de Futebol durante o período de afastamento do presidente afastado, Amadeu Rodrigues. Boson integra comissões da OAB de Minas Gerais, é sócio de importante escritório de advocacia, é especialista em Administração Pública e deve se afastar do STJD para assumir a FPF na Paraíba.

A decisão da Comissão de Ética ocorre em função das investigações do Ministério Público e da Polícia Civil da Paraíba, sobre manipulação de resultados, e escolha de árbitros, entre outras acusações.

CURRÍCULO DE FLÁVIO BOSON GAMBOGI :

Possui graduação em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais(2004), especialização em Direito Processual pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais(2009) e especialização em IV Programa de Especialização em Administração. Pública pelo Fundação João Pinheiro(2007). Atualmente é Procurador da Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol, Sócio Diretor da Gerson Boson & Gambogi Advogados Associados, Secretário Departamento Apoio Adv Capital da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional de Minas Gerais, Presidente da Comissão da Advocacia de Contas da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional de Minas Gerais, Vice-Pres. da Com. de Assuntos Federativos da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional de Minas Gerais e Membro da Comissão de Direito Desportivo da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional de Minas Gerais. Tem experiência na área de Direito.

NOTA DA COMISSÃO DE ÉTICA DA CBF :

Com base no que consta nos processos éticos, na última sexta-feira, a Comissão de Ética do Futebol Brasileiro determinou o afastamento temporário do presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues, e recomendou à CBF a nomeação de um interventor independente. Nesta segunda-feira, a CBF confirmará o auditor do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Dr. Flávio Boson Gambogi, para conduzir as atividades da Federação Paraibana até a conclusão das investigações. Durante este período, ele estará licenciado de suas funções no STJD. Cabe ressaltar ainda que, tão logo tomou conhecimento das denúncias, a Comissão de Arbitragem da CBF suspendeu de forma preventiva todos os árbitros e assistentes ligados ao quadro da entidade paraibana.