OPERAÇÃO XEQUE-MATE : Renúncia do prefeito Luceninha, em Cabedelo, custou R$ 4,5 milhões, pagos com recursos públicos e privados, revela denúncia do MP

Please enter banners and links.

O valor acertado, e pago,  a José Maria de Lucena, Luceninha, para que renunciasse ao cargo de prefeito da cidade de Cabedelo, foi de R$ 4,5 milhões, sendo parte de origem privada e outro montante pago com dinheiro público. Essa é uma das revelações da denúncia oferecida contra 26 pessoas acusadas de participarem do esquema criminoso.

Pelo que consta na peça acusatória Luceninha recebeu R$ 500 mil em espécie numa mala , quantia paga com dinheiro do empresário Roberto Santiago, dono do Manaíra Shopping, e do Shopping Mangabeira.  Para completar o valor de R$ 4,5 milhões ( Quatro Milhões e Meio de Reais) foram entregues à Luceninha cheques que totalizaram mais R$ 1 milhão e 200 mil , e o acerto ainda envolvia o pagamento de R$ 2 milhões e 800 mil , sendo R$ 70 mil por mês através de cargos na Prefeitura por um período de 40 meses.

Segundo as investigações com o pagamento de R$ 500 mil em espécie em uma mala, R$ 1 milhão e 200 mil em cheques, e mais o acordo para Luceninha receber R$ 70 mil por mês em cargos na Prefeitura, durante 40 meses, foi concretizada a renúncia do então prefeito Luceninha, assumindo o cargo Leto Viana.

Luceninha venceu as eleições em Cabedelo em 2012, assumiu o mandato em janeiro de 2013 e ainda no mesmo ano, no mês de novembro renunciou ao cargo para permitir a posse de Leto Viana.