Daniela Ribeiro ou Ricardo Marcelo para vice de Lucélio Cartaxo, pelo PP, ampliaria aliança das Oposições na PB

Please enter banners and links.

A indicação pelo PP – Partido Progressista – do candidato a vice governador poderá ampliar o leque de partidos na coligação das Oposições na Paraíba. Até a próxima terça feira a chapa completa deverá ser anunciada para as eleições deste ano.  Já há consenso quanto ao nome de Lucélio Cartaxo para governador pelo PV , e de Cássio Cunha Lima para senador pelo PSDB. A dúvida resta sobre a indicação de vice e da segunda vaga de senador.

Para a segunda vaga de senador , Raimundo Lira, do PSD, que atualmente tem mandato, é um dos cotados para a disputa, mas também tem o nome do vice prefeito Manoel Júnior, do PSC, que vem crescendo na preferência de lideranças políticas importantes do bloco de Oposição.

A indicação de vice, caberia em princípio , ao prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, do PSDB. Seria a primeira dama Micheline Rodrigues, do PSDB. Mas dessa forma o PP, importante legenda comanda pelo líder do Governo Federal na Câmara, Agnaldo Ribeiro, que tem o vice prefeito de Campina Grande, Enivaldo Ribeiro, e a deputada Daniela Ribeiro.

O nome de Micheline, sem dúvidas é excelente, mas a representação de Campina Grande e do PSDB já estaria contemplada com a presença na chapa do ex governador Cássio Cunha Lima.  Sobraria espaço para a indicação do PP,  que a título de hoje tem excelentes nomes, a exemplo de Daniela Ribeiro e do ex-presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Ricardo Marcelo, que semana passada se filiou ao PP.

Daniela ocuparia espaço do PP,  seria a presença feminina na chapa e é de Campina Grande. Já Ricardo Marcelo , também contemplaria o PP, seria um representante da região do Brejo da Paraíba na chapa, que ainda não tem, além de ter uma simbologia, pois enquanto foi presidente da Assembleia, manteve uma postura de altivez e independência do Poder Legislativo na Paraíba.