Prefeito de Patos destaca ascensão de Lucélio Cartaxo ao Governo, “é um nome novo e que pode ser o nosso candidato”

Please enter banners and links.

O nome de Lucélio Cartaxo vem a cada dia ganhando força junto à população para se credenciar como opção das Oposições numa candidatura a governador que una a Paraíba, a partir da Capital, passando por Campina Grande. A prova disso são as declarações de prefeitos, vereadores, deputados estaduais e federais, e lideranças políticas que enxergam em Lucélio um excelente quadro. “É um nome novo e que pode ser o nosso candidato”, revelou o prefeito de Patos, Dinaldinho Wanderley (PSDB) durante entrevista a emissora de rádio no Sertão do estado.

Dinaldinho Wanderley é um dos quadros em plena ascensão na política paraibana, pois logo na primeira vez que lançou seu nome à Assembleia Legislativa da Paraíba em 2014 teve uma votação surpreendente e obteve 38 mil 963 votos , não apenas sendo eleito, mas ficando entre os nove mais votados, entre os 36 eleitos na Paraíba.

Já em 2016 Dianldinho Wanderley aceitou o desafio de seu partido, o PSDB, e foi candidato a prefeito de Patos, sendo eleito com quase 27 mil votos. Dinaldinho derrotou o ex-prefeito por duas vezes Nabor Wanderley com mais de 5 mil votos de diferença. Foram 26.840 votos contra 21.740 de Naborzinho.

As declarações de Dinaldinho Wanderley sobre o nome de Lucélio Cartaxo ocorreram logo após o tucano participar de uma reunião da executiva do seu partido. Para ele, Lucélio Cartaxo (PV) é um excelente quadro a encabeçar a chapa majoritária das oposições nas eleições de outubro próximo.

O gestor patoense disse que o PSDB está bem alinhado com o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, que preside o PV no estado, e disse acreditar que Lucélio pode representar bem a Paraíba através de uma parceria com Campina Grande e a região do sertão polarizada pela cidade de Patos. “É um nome novo e que pode ser o nosso candidato”, acentuou.

E arrematou: “eu tenho certeza que a oposição trará um plano de governo que possa solucionar grandes problemas que assolam o sertão, a exemplo da escassez de água, segurança e saúde”.