Presidente da AL ignora a Lei, desafia MP e TCE, e não divulga salários de deputados e comissionados

Please enter banners and links.

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, deputado Gervásio Maia, vem mostrando que tem muitas cartas na manga para administrar os confrontos com deputados federais que estão tendo aliados negociando apoio ao deputado de Catolé. Acumula atos positivos como o aluguel do antigo Paraiba Palace para administração do Poder Legislativo. Mas o segredo maior está na receita do presidente para não ser incomodadopelos órgãos de fiscalizaçã, que até agora, que seja do conhecimento público, nenhuma providência foi tomada em relação ao descumprimento da Lei de Transparência, que obriga os poderes e órgãos, a divulgarem as informações sobre a folha de pessoal.

O poder Legislativo da Paraíba não divulga as informações sobre os salários dos deputados e de cerca de mil servidores comissionados. Na Paraíba os Poderes (Judiciário e Executivo), e órgãos (Ministério Público e Tribunal de Contas do Estado) tem divulgado todos os dados da folha de pessoal, inclusive salários do governador, desembargadores, promotores, procuradores, juízes, conselheiros, só a Assembleia não divulga os salários dos deputados e dos comissionados.

A não divulgação dos salários de deputados e dos comissionados não é de hoje. Ocorre desde janeiro do ano pssado e o presidente da Casa, acaba sendo beneficiado pela inércia do Ministério Público e do Tribunal de Contas do Estado. Se fosse um prefeito as providências já tinham sido tomadas. É bem verdade que a sociedade não sabe o que levou o ex presidente Adriano Galdino, e o atual Gervásio Maia, a não cumprirem a Lei certos de que não seriam incomodados pelos ógãos de fsicalização. O que também não se entende é porque há quase dois anos os dados não são revelados e o Tribunal de Contas do Estado não se pronuncia.