Salário de R$ 54,8 mil do governador RC no Sagres do TCE irrita servidores com salários congelados

Please enter banners and links.

Vem gerando muita polêmica entre os servidores públicos da Paraíba a divulgação pelo Tribunal de Contas do Estado do salário mensal de R$ 54,8 mil do governador Ricardo Coutinho.  Quem for na página do Sagres do TCE/PB vai poder conferir que o super salário do chefe do Executivo se repete nos últimos quatro meses disponíveis, ou seja, Abril, Maio, Junho e Julho/2017.

O Sagres é uma ferramenta de prestação de serviço do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba que disponibiliza informações sobre arrecadação e despesas na administração pública. Entre os ítens das despesas está a folha de pessoal, com salários de todos os servidores. Transformou-se em modelo para o País em termos de transparência dos atos administrativos, princípio constitucional que garante acesso do cidadão a informação sobre os serviços públicos.

Durante o programa Intrometidos no canal Youtube desta segunda feira, dia 02 de outubro, diversos telespectadores e leitores do Blog, passaram a informação de que nos últimos quatro meses disponíveis pelo Tribunal de Contas do Estado, o salário do governador da Paraíba, se repetiu no mesmo valor de R$ 54.836,24. Nos meses de  Abril, Maio, Junho e Julho, quem verificar no Sagres, confirmará que a cada mês o salário bruto do governador é mesmo quase R$ 55 mil mensal.

A disponibilização do Sagres diz o valor bruto do salário, mas não detalha a que se refere o alto valor, levando alguns a imaginar que se trata de vantagens e diárias. Mesmo assim o salário de R$ 54.836,24 chamou a atenção, sobretudo dos servidores públicos que estão com seus salários congelados por determinação do próprio governador Ricardo Coutinho, através da Medida Provisória 242, que foi aprovada pela bancada do Governo na Asseembleia

DEPUTADOS QUE VOTARAM PELO CONGELAMENTO DOS SALÁRIOS DOS SERVIDORES :

No dia 15 de março do ano passado durante uma polêmica sessão realizada na Assembleia Legislativa, a bancada do Governo aprovou a Medida Provisória que congelou os salários dos servidores públicos da Paraíba. A votação terminou com 19 votos favoráveis e 10 votos contra o congelamento. Só para lembrar os deputados que votaram a favor da Medida Provisória que congelou os salários dos servidores foram :

Adriano Galdino (PSB), Anísio Maia (PT), Arthur Cunha Lima Filho (PT do B), Branco Mendes (PEN), Buba Germano (PSB), Caio Roberto (PR), Doda de Tião, Edmilson Soares (PEN), Hermano Santos, Estela Bezerra (PSB), Galego Souza, Genival Matias (PT do B), Gervasinho (PSB), Hervázio Bezerra (PSB), Inácio Falcão (PT do B), Nabor Wanderley (PMDB), Olenka Maranhão (PMDB), Tião Gomes (PSL) e Zé Paulo.

Os que votaram contra o congelamento dos salários dos servidores foram : Arnaldo Monteiro (PSC), Bruno Cunha Lima (PSDB), Camila Toscano (PSDB), Dinaldinho (PSDB), Frei Anastácio (PT), José Aldemir (PEN), Jutay Menezes (PRB), Raniery Paulino (PMDB), Renato Gadelha (PSC) e Tovar Correa Lima (PSDB).

Após o alerta dos leitoores do Blog e dos telespectadores do Intrometidos, nossa reportagem foi fazer um levantamento e encontrou um outro dado curioso. Nos meses de Janeiro, Fevereiro e Março deste ano de 2017 o salário do governador Ricardo Coutinho que aparece no Sagres, do Tribunal de Contas de Estado, é de R$ 23.500,00. Ou seja após os três primeiros meses do ano o salário do chefe do Executivo Estado saltou de R$ 23.500,00 para R$ 54.836,24, mais que dobrando de valor.

Para os servidores que descobriram esses dados, graças a ferramenta de transparência do TCE/PB, modelo para todo o País, não deixou de ser uma afronta ver o super salário do governador aumentado a partir do mês de Abril, enquanto seus salários continuam congelados. Na época o Governo alegou crise financeira.