“Comando da PM em vez de unir e integrar a tropa, divide e persegue até diretores do Clube”, afirma presidente do COPM

Please enter banners and links.

O coronel Francisco de Assis, presidente do Clube dos Oficiais da Polícia e Bombeiros Militares da Paraíba, lamentou nesta segunda-feira, dia 11, que o Comando da PM esteja agindo na contramão de valores democráticos e republicanos, perseguindo e transferindo diretores do COPM.

“Em vez de o Comando da nossa corporação pregar união, fortalecer o nosso Clube, estimular a integração de todos,  está fazendo exatamente o contrário, dividindo e perseguindo os companheiros, inclusive diretores do Clube, que estão sendo transferidos para funções e unidades que o impeçam de contribuir como diretores do COPM”, afirmou o coronel Francisco.

O coronel repudiou a postura de quem deveria ser exemplo de liderança . “atitudes como essa de perseguir companheiros de fardas em razão de disputas eleitorais do Clube, revelam apenas mesquinhez, visão pequena e despreparada de quem assume o mais alto cargo da corporação”.

Um dos oficiais alvo da ação de perseguição é o capitão Jaerson,  secretário do Clube, e um dos grandes  responsáveis pela vitória incontestável da chapa encabeça pelo coronel Francisco de Assis. ““Não podemos calar diante desse tipo de
procedimento cuja mesquinhez revolta e causa a indignação da oficialidade da nossa corporação”, comentou o coronel.

Por fim o coronel Francisco de Assis chamou a todos a uma reflexão. “É hora de acabar com picuinha e entender que polícia deve combater criminosos e não companheiros dignos. É bom lembrar que quando se tenta atingir um diretor, está se atacando nossa entidade, o Clube dos Oficiais. E isso não é bom pra ninguém”.